De que são feitos os verdadeiros líderes?

enero 29, 2024

A resposta à questão de hoje é simples: empatia, visão, compreensão, trabalho árduo, reconhecimento, humildade, entre muitas outras qualidades que aqui vamos desenvolver.
Mas, o que é mesmo um verdadeiro líder?


É alguém que possui a capacidade de se colocar nos sapatos dos outros, perceber o que os move, conhecer as suas dificuldades, as suas aspirações, o desconforto ou a alegria que sentem, identificar e valorizar cada elemento da equipa na certeza que está defronte de pessoas dotadas de emoções e de personalidades tão diferentes umas das outras.
Saber comunicar é uma arte, tal como o é lidar com pessoas. Pequenos mal-entendidos, palavras mal pronunciadas, silêncios cúmplices, reações despropositadas podem destruir grandes obras, grandes equipas, grandes projetos, magníficas ideias e ideais.
De líderes e lideranças está a História repleta de grandes nomes e de outros que só foram ou são falados graças à quantidade de disparates que cometeram ou cometem.
Cada um de nós deve ser líder na sua função, seja a nível profissional, seja no âmbito pessoal e isso requer foco, respeito pelos outros e entender que estamos sempre numa constante aprendizagem. A liderança não está relacionada com o famoso «quero, posso e mando». Antes pelo contrário. A liderança está intimamente ligada aos valores morais e éticos que, a juntar a um discurso coerente e de fácil entendimento, arrastam seguidores que não hesitam em depositar a sua confiança nas mãos daqueles que os inspiram.
A liderança não é feita com berros, nem com ameaças do género «tens que fazer porque eu mando, senão…» A liderança também não é feita daquela massa disforme de pedinchas que tentam, de forma exagerada, «passar manteiga», acenar com a cenoura para colher comiseração e simpatia dos “subalternos”. Nem tão pouco é feita por aqueles que usam e abusam dos mensageiros para implementar as suas ordens e caprichos.
Tal como diz o pensador, historiador, autor e professor brasileiro Leandro Karnal, ser líder é ter a naturalidade de cumprimentar de forma respeitosa a empregada da limpeza, até porque «é obrigatório ser gentil em dobro com quem me serve», pois «quem respeita o governador e não respeita a faxineira, não é um líder, mas sim um interesseiro».
A liderança é construída passo a passo, graças à participação ativa dos outros que confiam, seguem e têm orgulho de pertencer a uma causa. São esses que, devidamente motivados, não hesitam em vestir a camisola para trabalhar com afinco nas metas estipuladas.


A liderança é reconhecida não só pelas capacidades de quem ocupa o lugar de destaque, mas também pelo respeito que não se pedincha, não se exige, nem se implora. Conquista-se!
Ser líder é ter um plano consistente e ver todos os ângulos com a ajuda da equipa. É não ter medo de arregaçar as mangas, mostrar que é confiável e sabe confiar.
Ser líder é contar com todos e dar atenção a cada uma das particularidades dos que compõem o todo. É saber entender e agir perante as fraquezas do ser humano e das crises de crescimento. É ter a capacidade e humildade de ouvir os outros, assimilar as suas opiniões, reconhecer as capacidades, enaltecer e desenvolver o que cada um tem de bom e ter a capacidade de tentar corrigir o que cada um tem de menos bom.

www.narede.eu

Artigos Relacionados

Deixe aqui o seu comentário

Add your first comment to this post

Comments are closed.